Rede dos Conselhos de Medicina
Conferência

Começou a VIII Conferência Municipal de Saúde (CONSAM).

Com o objetivo de discutir propostas de melhorias para o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em Maceió, com a participação democrática de todos os segmentos da saúde e da sociedade, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e o Conselho Municipal de Saúde (CMS) iniciaram hoje a VIII Conferência Municipal de Saúde (CONSAM), que vai  até amanhã (02/7).O tema deste ano é a “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Direito do Povo Brasileiro”.

O evento reúne nesta etapa municipal – que precede a etapa estadual da Conferência e, posteriormente, a etapa nacional – os delegados escolhidos nas plenárias distritais realizadas nos oito Distritos Sanitários da cidade. A abertura oficial acontece às 19h, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, com a apresentação da banda de percussão Batuque Mundaú, seguida da Conferência Magna com a abordagem do tema central da VIII CONSAM pelo secretário substituto de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Rogério Carvalho. Para finalizar a primeira noite da Conferência, haverá a apresentação do Coral Saúde em Canto – composto por servidores da SMS, sob a regência do maestro Gustavo Campos – e um coquetel para os participantes.

Dando continuidade aos trabalhos na manhã da quarta-feira (1º), será feito o acolhimento dos participantes às 8 horas, seguido da apreciação do Regulamento da Conferência. Às 9 horas, será iniciada a mesa redonda “Direito à Saúde, Garantia de Acesso e Atenção de Qualidade e Gestão do SUS e Modelos de Atenção à Saúde”, também coordenada pelo representante do Ministério da Saúde, seguido de debate. E às 10h30, o debate será em torno do tema “Financiamento do SUS e Relação Público/Privado”.

Ainda na quarta-feira, após o intervalo para almoço, a VIII CONSAM será retomada às 13 horas com a discussão do tema “Valorização do Trabalho e da Educação em Saúde; Informação, Educação – Ciência, Tecnologia e Inovação no SUS; e Política de Comunicação do SUS”, estendendo o debate sobre o assunto e, a partir das 14h30, com os trabalhos em grupo. Para encerrar o dia, a organização do evento programou a atividade “Café com Ideias”, com a apresentação  musical do Samba das Empregadas.

Na quinta-feira (02), último dia da Conferência, os participantes darão início aos trabalhos com uma atividade de relaxamento, às 8 horas, que terá seguimento com a instalação da plenária final e homologação das propostas consolidadas. Essas atividades, previstas para ocuparem todo o período da manhã, serão retomadas durante a tarde, finalizando com a eleição e homologação dos delegados para a Conferência Estadual de Saúde.

O encerramento do evento, previsto para às 17 horas, será feito com mais uma edição do “Café com Ideias”, desta vez com as apresentações do Pastoril do CAPS e do teatro do Consultório na Rua.

Conferências – Consagradas pela Lei nº 8.142/90 como instâncias colegiadas de representantes de vários segmentos sociais, a s Conferências de Saúde têm como missão avaliar e propor diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis municipal, estadual e nacional. Elas servem ainda para orientar os gestores na elaboração do plano de saúde e na definição de ações que sejam prioritárias no âmbito municipal.

Precedida das etapas municipais e estaduais, a 15ª Conferência Nacional de Saúde será realizada em dezembro, buscando assegurar a construção de diretrizes capazes de gerar um novo ciclo de implementação do SUS e a formulação de diretrizes nacionais, sem prejuízo de debates específicos, em função da realidade de cada Estado, Distrito Federal e Município.

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner